3 de dezembro de 2017

Contrariando a família e amigos, ela assumiu os cabelos brancos


Um dia desses, no ônibus em Curitiba, encontrei essa figura linda e não resisti. Fui logo perguntando se poderia fotografar e publicar no blog. Ela (acabei não perguntando o nome) foi muito simpática e concordou numa boa.

No trajeto que fizemos juntas, ela me contou sobre quando assumiu os cabelos brancos. Há alguns anos  teve que cuidar do pai, que estava doente e morava em outra cidade. Na ocasião, ligou para a irmã, que é cabeleireira e pediu que levasse a tesoura pra cortar seus cabelos bem curtos, porque não iria mais pintar. A irmã levou a tesoura, mas também uma caixinha de tinta na bolsa, pensando que iria convencê-la a não deixar de pintar (rsrs).

Mas, a minha nova amiga estava decidida. Ouviu muitas críticas da família e de amigos, que ela iria parecer mais velha e descuidada. Mas segunda ela, "a gente é livre para decidir" e parar de pintar foi uma libertação. O período de transição levou 9 meses e durante esse tempo, não passou pela sua cabeça desistir e voltar a colorir os cabelos.

Outra coisa interessante que ouvi dela foi que, antes, quando escondia os cabelos brancos com tinta, sempre ouvia alguém dizer que ela não aparentava a idade que tinha (uma pena eu também não ter perguntado a idade dela) e que agora não houve mais esse tipo de elogio. Mas, para ela, o que importa é ela se sentir bonita e estar segura com os cabelos como estão. 

Hoje ela continua firme com os cabelos naturalmente brancos e muito feliz. "Eles são muito mais brilhosos e macios do que antes porque não sofrem mais com a agressão da tinta", conforme me relatou. O único cuidado que tem é  lavar os cabelos com xampu desamarelador de vez em quando. Não usa secador. Deixa os cabelos secar naturalmente e eles ficam muito bem. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo