11 de janeiro de 2018

Resenha da Máscara Matizadora Black - Eloah Cosméticos



Quem está me acompanhando sabe que eu assumi os cabelos brancos desde setembro de 2017. Como eu tinha os cabelos escuros, eu clareei os cabelos com o Dekapcolor para reduzir o contraste entre a raiz branca e comprimento com a tinta escura. Depois que usei o Dekapcolor, meus cabelos ficaram meio acobreados (falei sobre isso aqui). Para amenizar a cor eu usei algumas vezes a Maionese Matizadora da Salon Line, que é bem azul (você pode ver a resenha clicando aqui e o resultado nos meus cabelos, aqui).

Hoje vou falar da Máscara Matizadora Black da Eloah Cosméticos. Algumas leitoras do blog me sugeriram testar uma máscara preta e eu me propus a experimentar. Fui à loja de cosméticos e procurei por uma que fosse mais saudável. Escolhi a máscara da Eloah Cosméticos, porque entre as outras opções parecia ser a mais saudável, por ser livre de parabenos, sal e parafina. Não era das mais caras, paguei R$ 29,95, embora eu não estivesse procurando preço e sim um produto saudável.

Então vamos aos ingredientes da fórmula para saber se realmente ela é saudável:
Composição: AQUA, CETEARYL ALCOHOL, CETRIMONIUM CHLORIDE, GLYCERETH - 26, CETEARETH - 20, CETYL ALCOHOL, BUTYROSPERMUM PARK II (SHEA BUTTER), AMODMETHICONE, C11-15 PARETH-7, LAURETH-9, GLYCERIN, TRIDECETH - 12, PANTENOL, DIMETHCONOL, DISODIUM EDTA, CITRIC ACID, SOYBEAN GLYCERIDEOS, HYDROGENATED MACADAMIA SEED OIL, CI 60730, CI20470, PARFUM, METHYLCHLOROISOTHAZOLNONE, METHYLSOTHIAZOLINONE, LINALOOL, HEXIL CNNAMAL, ALPHA-ISOMETHYL IONONE, CITRONELLOL, COUMARIN.

O que era apenas uma resenha, devido a extensão da fórmula, acabou virando uma grande lista de produtos usados em cosméticos para os cabelos. Eu imagino que muitos não vão ler até o final (rsrs), por isso vou adiantar aqui as minhas conclusões e, quem se interessar, poderá ler abaixo sobre cada produto e tirar suas próprias conclusões. 

Esta lista poderá ser útil ao analisar outros produtos que contenham qualquer um dos componentes presentes na fórmula dessa máscara. Separei os ingredientes em 5 grupos. Os que fazem bem aos cabelos; os que fazem mal aos cabelos e à saúde e por isso devem ser evitados; os que não fazem nem bem, nem mal; os que podemos usar com pouca frequência, pois precisam de intervalo de pelo menos 3 lavagens para que o produto seja removido totalmente dos cabelos, sendo necessário o uso de shampoo com sulfato; e os que são potenciais alergênicos.

Componentes encontrados na fórmula que trazem benefícios aos cabelos:
CETEARYL ALCOHOL
GLYCERETH - 26
CETYL ALCOHOL
BUTYROSPERMUM PARKII (SHEA BUTTER)
GLYCERIN
PANTENOL
CITRIC ACID
SOYBEAN GLYCERIDEOS
HYDROGENATED MACADAMIA SEED OIL

Os que devemos evitar:
CETEARETH - 20
C11-15 PARETH-7
LAURETH-9
DISODIUM EDTA

Componentes que não fazem nem bem, nem mal:
CETRIMONIUM CHLORIDE
Estes podem ser usados com pouquíssima frequência, quando não é possível evitar:
AMODIMETHICONE
DIMETHCONOL

TRIDECETH - 12
CI 60730
CI20470
PARFUM

Ingredientes que são potenciais alergênicos, por isso podem causar de pequenas alergias a alergias graves e até dermatites em algumas pessoas:
METHYLCHLOROISOTHIAZOLINONE
METHYLISOTHIAZOLINONE
LINALOOL
HEXYL CINNAMAL
ALPHA-ISOMETHYL IONONE
CITRONELLOL
COUMARIN

Pontos positivos: o produto possui mais elementos bons do que ruins e os primeiros da lista de ingredientes são bons. Isso é importante porque os primeiros ingredientes da lista são os que estão em maior quantidade no produto. Outro ponto positivo é que os elementos alergênicos estão no final da lista de ingredientes, o que significa que estão em pouquíssima quantidade em relação aos demais.

Pontos negativos: contém componentes tóxicos, como o Ceteareth-20, que é o 5ª elemento da fórmula, ou seja, está presente em quantidade significativa no produto e, além de ser tóxico, há suspeitas de que seja cancerígeno. Possui também C11-15 Pareth-7 e Laureth-9, que também são tóxicos; e o Disodium EDTA, que aumenta a absorção na pele dos ingredientes presentes na fórmula, inclusive dos tóxicos e cancerígenos. Além disso, há silicones não solúveis, o Amodimethicone e o Dimethconol, que embora sejam atualmente considerados silicones inteligentes que "supostamente" trariam benefícios aos cabelos, se acumulam nos fios, sendo necessário o uso de shampoo com sulfato para retirá-los e não sendo indicados para quem faz Low Poo ou No Poo.
Lista completa dos componentes da fórmula:
Antes de ver a lista ou depois (a seu critério, rsrs), veja o resultado nos meus cabelos clicando aqui.

CETEARYL ALCOHOL e CETYL ALCOHOL: são álcoois derivados de fontes naturais e possuem 12 ou mais carbonos por molécula (tipicamente 12, 14, 16, 18 e 20). Esta maior quantidade de conteúdo de carbono torna estas moléculas mais oleosas. Por esta razão, estes álcoois são frequentemente usados como emolientes em produtos de pele e cabelos. Eles dão uma sensação suave aos cabelos, ajudando a cutícula a ficar deitada na superfície do fio. No entanto, se usados em excesso, eles pode combinar com o sebo natural do couro cabeludo e formar uma substância pegajosa deixando os cabelos gordurosos. (fonte: Naturally Curly). 
Segundo a Cosmetics Info, estes ingredientes também são utilizados para alterar a espessura dos produtos líquidos e para aumentar a capacidade de formação de espuma ou para estabilizar as espumas.

CETRIMONIUM CHLORIDE: pode ser encontrado nas fórmulas como Trimethyl-ammonium chloride (CTAC) ou Trimetilamônio. São sais quaternários de amônio, e sendo tensoativos catiônicos, funcionam como agentes anti-estáticos, emulsionantes e detergentes. Se seu condicionador contém esse ingrediente, ele poderá ser usado como Co-Wash (condicionador usado para lavar os cabelos, em lugar do shampoo). Não é um silicone ou derivado dele, por isso não se acumula nos cabelos, segundo a Naturally Curly. É usado junto com o TRIDECETH - 12 para envolver a Amodimethicone. Conforme informações da Cosmetics Info, o ingrediente também ajuda a água a se misturar com óleo e sujeira para que possam ser enxaguados e retirados dos cabelos.

GLYCERETH - 26: Conforme o site EWG'sSkin Deep, não há suspeita que este seja um produto potencialmente tóxico ou prejudicial ao meio ambiente. Não está em nenhuma das listas de produtos químicos tóxicos da GoodGuide que causem prejuízos à saúde, suspeitos ou reconhecidos. Segundo a UniversalPreserv-A-Chem Inc o Glycereth - 26 é uma glicerina sintética e, como tal, funciona como emulsionante. Comumente é usada em produtos cosméticos como umectante e para dar brilho aos cabelos.


CETEARETH - 20: é um emulsificante (emulsificantes são necessários para misturar água e óleo). Também não está em nenhuma das listas de produtos químicos tóxicos da GoodGuide que causem danos à saúde, suspeitos ou reconhecidos. Mas, segundo a The Chalkboard, não deve ser usado se o couro cabeludo estiver irritado. A The Chalkboard, se baseia em estudos que demonstraram que o Ceteareth - 20 está potencialmente contaminado com Óxido de Etileno e 1,4 - Dioxano - duas substâncias cancerígenas conhecidas.

BUTYROSPERMUM PARKII (SHEA BUTTER): é a Manteiga de karité, obtida através da moagem da nóz de karité, que é a fruta do Butyrospermum Parkii, árvore africana. Essa gordura emoliente é usada para hidratar e suavizar os cabelos. Segundo a Naturally Curly, a manteiga de karité é rica em vitaminas A, D, E e F.

AMODIMETHICONE: Esse componente também está presente na Máscara Capilar Matizadora da Salon Line, veja a resenha aqui. Embora muitos digam que é um primo distante dos maus silicones, é um silicone, que se acumula após 3 aplicações, pois não é solúvel em água, sendo necessário, conforme orientação na Naturally Curly, o uso de shampoo que contenha um dos sulfatos de lauril ou laureth ou cocanidopropil betaína para removê-lo completamente dos cabelos. Portanto, não é indicado para quem faz Low Poo ou No Poo.

C11-15 PARETH-7 e LAURETH-9: São emulsificantes. Estão na
lista de ingredientes com suspeita de serem tóxicos e por isso devem ser evitados, segundo a Nature's Knockout.

GLYCERIN: É um álcool condicionador semelhante a outros álcoois condicionadores, mas tem três grupos hidroxilo. Devido a isso, a glicerina é muito mais solúvel em água do que alguns dos outros álcoois condicionantes, como Álcool Laurílico e Álcool Cetearílico. Novos estudos mostraram que a glicerina realmente auxilia na reparação e regeneração de pele e cabelos. No entanto, ela deve ser usada com cuidado, pois em excesso pode retirar a umidade dos cabelos (e pele). (Naturally Curly)

TRIDECETH - 12: é um polímero formado por 12 unidades de óxido de etileno, usado como surfactante e emulsionante. Não deve ser usado em couro cabeludo irritado. Um estudo provou que o uso de creme antimicrobiano composto de Trideceth - 12 resultou em toxicidade renal. No entanto, não houve evidência de toxicidade sistêmica em estudos com pele intacta (Cosmetic Info). É usado junto com o CETRIMONIUM CHLORIDE para envolver a amodimethicone, que não é solúvel em água, para que esta possa compor a fórmula do produto, seja em condicionador ou em xampu. Ela não torna a amodimethicone solúvel em água, apenas serve como veículo. Uma vez que o produto é aplicado ao cabelo úmido embaixo do chuveiro, esses componentes se separam, fazendo com que a amodimeticone volte ao seu estado insolúvel e forme um filme em volta dos fios que, embora transmita brilho e sedosidade aos cabelos, é necessário o uso de um xampu contendo um dos sulfatos de lauril ou laureth ou cocanidopropil betaína para remover completamente a amodimeticone dos cabelos. O Trideceth-12 e o Cetrimonium chloride saem completamente dos com o enxágue, não deixando resíduos nos cabelos (fonte: Naturally Curly).



PANTENOL: é um derivado da vitamina B5 (ácido pantotênico), conhecido como provitamina. Segundo a Naturally Curly, o pantenol é um produto natural que traz vários benefícios aos cabelos. É um agente umectante, emoliente e hidratante. É altamente solúvel em água e também é facilmente removível com óleos derivados de plantas leves ou através de limpeza com condicionador.

DIMETHCONOL: é um silicone não solúvel em água. Produz um excelente condicionamento dos cabelos, que funciona como um emoliente não-gorduroso. Por não ser solúvel em água, conforme a Naturally Curly, pode-se acumular facilmente nos cabelos, sendo necessário o uso de xampus com sulfatos para remover o produto dos cabelos.

DISODIUM EDTA: é usado como um conservante e quelante, ou seja, usado para sequestrar os íons metálicos que podem estar presentes na água, para que estes não contaminem o produto. Ao se ligar com íons metálicos, segundo a Cosmetics Info, esses ingredientes impedem que os metais sejam depositados sobre o cabelo, couro cabeludo e pele. A Y Natural não recomenda o uso de cosméticos que contenham esse componente em sua fórmula, porque ele pode atuar como um agente que aumenta a penetração de outros ingredientes (que estejam presentes na fórmula do produto) na pele.

CITRIC ACID: é um antioxidante natural, que repara a pele e ajuda a fortalecer os vasos sanguíneos, conforme a Leaf. Ele também ajuda a fechar a cutícula e tornar os cabelos brilhantes, segundo a Naturally Curly.

SOYBEAN GLYCERIDEOS: é o nosso conhecido óleo de soja. Pode não ser bom para o consumo, mas não encontrei nada contra o uso dele em produtos cosméticos. Para a Naturally Curly, o principal benefício é a retenção de umidade. É um óleo transportador (bom para uso como óleo de base para óleos essenciais) não-gorduroso e indicado para todos os tipos de cabelos. Está cheio de bons ácidos gordurosos, manganês e vitaminas e melhora a retenção de umidade e brilho. O alto teor de vitamina E no óleo de soja ajuda a combater os radicais livres, enquanto também é um antioxidante para o couro cabeludo. É também ótimo para selar as pontas dos cabelos.

HYDROGENATED MACADAMIA SEED OIL: é o óleo de semente de macadâmia com adição de hidrogênio. Também não encontrei nada contra o seu uso em produtos cosméticos. O óleo de semente de macadâmia hidrogenada funciona como agentes de condicionamento da pele - emoliente e como agente condicionador de cabelo. (Cosmetics Info).

CI 60730 e CI20470: são corantes sintéticos usados como aditivos de cor na formulação de uma grande variedade de tipos de produtos. Nos Estados Unidos, o uso de corantes em cosméticos está sujeito à certificação pela Food and Drug Administration (FDA) (Cosmetics Info). Não consegui descobrir nada sobre os benefícios/malefícios dos corantes nos cosméticos (acredito que não apresente benefícios).

PARFUM: perfume não é um ingrediente único e sim o resultado de uma composição de ingredientes. Não saber a composição do "parfum" ou "frangance" pode levar a graves alergias. Por isso, quando não é possível evitar, procure por produtos em que estes componentes estejam no final da lista de ingredientes.

METHYLCHLOROISOTHIAZOLINONE e
METHYLISOTHIAZOLINONE:
são conservantes que fazem parte da família de cetonas, por isso terminam em one, mas não são silicones e são solúveis em água. Estes produtos químicos são altamente eficazes contra leveduras e bactérias. No entanto, são considerados extremamente alergênicos e irritantes à pele. Alguns estudos também levaram a questões sobre potencial citotoxicidade e neurotoxicidade, embora o FDA e o CTFA (órgãos reguladores dos Estados Unidos) atualmente declarem que os produtos que usamos contendo esses produtos químicos são seguros. (Naturally Curly


LINALOOL: é uma substância que ocorre naturalmente, destilada a partir de óleos essenciais encontrados em várias flores, ervas, frutas cítricas e plantas de especiarias. Possui uma fragrância floral leve com uma pitada de citros e é usado em muitos produtos, mas pode ser alergênico. É intermediário na síntese de vitamina E (tocoferol), e também pode ser quimicamente modificado para produzir geraniol, citral, geranial e citronelol. Isso torna o linalool muito valioso, não só por sua fragrância agradável inerente, mas também por sua capacidade de fornecer ao perfumista uma variedade de fragrâncias. (Naturally Curly)

HEXYL CINNAMAL: é um aromatizante Encontra-se naturalmente no óleo essencial da camomila. É quase insolúvel em água, mas solúvel em óleos e pode causar alergias. (Wikipedia)

ALPHA-ISOMETHYL IONONE: é um ingrediente sintético de fragrâncias e perfumes. O Comité Misto FAO / OMS de Peritos em Aditivos Alimentares (JECFA) concluiu que a Alfa-Isometil Ionona não apresenta uma preocupação de segurança nos níveis atuais de ingestão quando utilizada como agente aromatizante, mas está incluída na lista de substâncias alergênicas da Europa. (Cosmetics Info)

CITRONELLOL / COUMARIN: são usados como agentes aromatizantes. São ingredientes naturais obtidos a partir de óleos essenciais e usados para melhorar o perfume de cosméticos. São alergênicos e seu uso é regulado pela International Fragrance Association (IFRA) . (Cosmetics Info).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo