2 de junho de 2018

Tratamentos para controle da queda de cabelos em mulheres

Tratamentos que controlaram a queda dos meus cabelos até a descoberta da causa

Neste segundo post da série sobre queda de cabelos (quem ainda não leu sobre como percebi que estava perdendo cabelos, clique aqui) vou contar sobre os tratamentos que fiz antes de descobrir a causa e que foram importantes para a manutenção dos meus cabelos. Em breve postarei o terceiro post dessa série, sobre a descoberta das causas e os tratamentos de cura. Fique comigo!

Quero alertar você que está lendo, que não sou médica e tudo o que apresento aqui nada mais é do que minha experiência neste processo, que espero que ajude a reduzir sua angústia, caso esteja passando pelo que já passei e sirva de orientação para a busca de tratamentos e ajuda médica.

A queda de cabelos pode ter muitas causas, que são muitas vezes complexas e difíceis de perceber

Durante o período que sofri com a queda de cabelos, que não foi pequeno - 6 anos, se eu não tivesse feito os tratamentos que fiz, mesmo que não tenham resolvido a causa, eu teria ficado se não careca, muito próximo disso. Por isso, vale a pena conhecer um pouco sobre eles.

Minoxidil 5%:

Dos medicamentos de uso externo, o minoxidil 5% foi o que surtiu mais efeito, mas ele não cura a queda de cabelos, apenas funciona enquanto você está usando e se você para por algum tempo e volta a usar, no início tem bastante queda. Isto ocorre, segundo o Blog Queda Cabelo, "porque Minoxidil induz um eflúvio telógeno (queda dos fios) para depois estimular o crescimento dos mesmos". Por isso, se começar a usar, é bom fazer uso contínuo. O único ponto negativo que vejo, é que ele deixa os cabelos ressecados, mas como é usado só na raiz, não é tão ruim assim. Para mim, que tenho cabelos secos, incomodava um pouco. Eu usava à noite e de manhã, lavava os cabelos pra tirar os resíduos do produto, que deixavam meus cabelos mais ressecados.

Eu usei por muito tempo o Minoxidil 5% e com orientação médica. Mandava manipular porque ficava mais barato. Somente no último ano me bateu uma preguiça de usar. Acho que mais pelo fato de já estar usando a tanto tempo e saber que não estava resolvendo, que se parasse o tratamento, voltava a cair.

Complexo vitamínico para cabelos, pele e unhas:

Durante todo o tempo de queda de cabelo, eu sempre tomei vitaminas para os cabelos. No início, lá em 2012, eu tomei o Pantogar. Devo ter tomado por uns dois anos. Quando mudei de dermatologista, substituí pela Biotina (vitamina B7 - no início usei 3000 mcg) e desde então nunca deixei de tomar essa vitamina. Há uns dois anos eu tomo desses complexos vitamínicos para cabelos, pele e unhas, mas escolho sempre um que tenha no mínimo as vitaminas do complexo B: biotina, vitamina B6 (piridoxina), vitamina B3 (niacina), ácido pantotênico (B5) e vitamina B12 (cobalamina). Todas importantes para a manutenção dos cabelos. Alguns desses compostos vitamínicos têm também, ferro, zinco e selênio, que também são uma boa opção, pois a falta deles pode também resultar em queda de cabelos.

Colágeno hidrolisado:

Estou tomando o colágeno hidrolisado há uns 5 meses. Compro em uma loja de produtos naturais. Na Pop House, aqui em Curitiba, dá para comprar a quantidade que quiser e o preço é muito bom (R$ 52,00/kg). Tomo de manhã 1 colher de sopa em um copo de água com limão. Percebi muita diferença nas unhas. Antes, com as vitaminas para cabelos, minhas unhas já estava melhores, mas com o colágeno ficaram muito mais resistentes e crescem bastante. Ficam compridas, coisa que nunca acontecia. Se é bom para unhas também deve ser para os cabelos.

Esses foram os medicamentos/vitaminas que tomei enquanto não sabia a causa da queda dos meus cabelos. Não deixe de ler os outros posts da série sobre queda de cabelos femininos:

Meus cabelos estão caindo, será que é normal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo