31 de julho de 2018

Como superei a queda de cabelo - Tratamentos para a cura


Eu demorei um pouco pra perceber que estava perdendo cabelo. Quando me dei conta, a parte superior, local da calvície masculina, já estava um pouco rala. fiz vários tratamentos, mudei de dermatologista no decorrer do tempo e sempre que começava um novo tratamento eu lembro que ficava animada e sentia uma redução na queda. Mas semanas ou meses depois lá estava eu desesperada. Voltava à dermatologista e mudava o tratamento. E assim foi por 6 anos, desde o início de 2012. Com períodos normais e outros com bastante queda. Vou contar aqui os tratamentos que fiz e que finalmente resolveram o problema. Me acompanhe. Espero que minha experiência possa ajudar outras mulheres que sofrem com a queda de cabelos, como eu já sofri.
Início dos anos 90 - Que cabeleira eu tinha!



Durante o período que tive queda de cabelo, eu fiz vários tratamentos que foram importantes para o controle da queda. Podem não ter resolvido o problema, mas sem eles eu teria muito menos cabelos hoje e a reversão seria muito mais difícil ou até impossível. Esses tratamentos podem ser bons pra você. Veja sobre eles clicando aqui.

Causas da queda de cabelos (no meu caso):

Hoje, depois de 6 anos perdendo cabelo, eu posso afirmar com segurança quais foram as 2 razões que me fizeram perder cabelos. É realmente uma pena não ter descoberto antes.

Fluxo menstrual muito intenso e perda de microminerais importantes para a manutenção dos cabelos:

Nos últimos anos, meu fluxo menstrual ficou muito intenso. Eu comentei com a minha ginecologista, com a homeopata, mas não houve solução. Aparentemente era uma coisa normal. Mas hoje eu percebo que a perda de sangue além do normal foi responsável pela redução dos níveis de ferro e zinco, minerais importantes para os cabelos e que eu só descobri mais tarde. No último ano eu fiz 3 tratamentos para anemia com Noripurum. Mas mesmo fazendo tratamento, eu continuava com anemia. Já aconteceu de repetir os exames de ferro, após um período de tratamento e os níveis estarem piores do que antes. A dosagem de zinco, eu fiz no início desse ano (2018) e também estava deficiente. 

Hipotireoidismo:

Logo que eu comecei a ter queda de cabelo, em 2012, eu procurei minha ginecologista e ela me pediu vários exames, entre eles o TSH e T4, que medem os níveis do hormônio da tireoide. Naquele exame o TSH estava alterado. Eu procurei em seguida uma homeopata que me receitou uma medicação que normalizou o TSH e, por orientação dela eu procurei uma endocrinologista. A partir de então, eu parei de tomar o remédio homeopático e passei a medir o TSH a cada 6 meses. Ele sempre oscilava, mas ficava dentro do limite normal, mas meu colesterol subiu e eu passei a ter mais cuidados com alimentação e atividade física. Lembro de ter tomado algumas vitaminas receitadas pela homeopata para o controle do colesterol, Colina e Inositol e que funcionava. Mas a queda de cabelos, sem o tratamento da tireoide, continuava.

Como foi o tratamento de cura da queda de cabelos para mim:

Ao final de 6 anos com queda de cabelos, quando iniciei o último tratamento com a minha endócrino atual, finalmente fiz o tratamento que resolveu a queda de cabelos para o meu caso: a reposição do hormônio da tireoide e dos minerais ferro e zinco.

Minerais Ferro, Zinco e Selênio: 

Eu já tinha tomado Noripurum, para complementação de ferro no ano passado, mas eu continuava com anemia. Quando você tem um fluxo menstrual muito intenso, como era no meu caso, é óbvio que com a perda sanguínea também se vão preciosos minerais, como ferro e zinco. Com a reposição do hormônio da tireoide o meu fluxo menstrual voltou ao normal e com isso, a reposição de minerais foi mais eficiente 🙏.
Após realizar os exames de dosagem do ferro e zinco, no início desse ano, passei a tomar ferro (Combiron) no café da manhã, junto com vitamina C e à noite, no jantar, o zinco. Esse cuidado é porque o ferro e zinco não devem ser ingeridos juntos, pois o primeiro prejudica a absorção do segundo. Para serem tomados juntos, só se for numa dosagem bem pequena. Se o ferro estiver em excesso, o corpo só absorverá o ferro e não terá espaço para o zinco.
No meu caso, como o meu zinco estava muito baixo, a endócrino receitou Zinco Quelato, que é uma forma melhor absorvida pelo organismo e a 25 mg. Nesta dosagem e em forma de quelato eu só encontrei na internet, mas é possível manipular.
Para o selênio, eu levava para o trabalho, quando lembrava, duas castanhas do Pará (fonte de selênio) para comer no lanche da tarde. Não fiz exame para dosar o selênio e o Iodo, mas eles são importantes para a tireóide. Veja mais informações sobre esses minerais em Guia de Nutrição.

Reposição do hormônio da Tireoide:

Este foi o tratamento que definitivamente resolveu o problema da queda de cabelo (para o meu caso) e acredito que também seja responsável pela normalização do meu ciclo menstrual, que por tabela, normalizou meus níveis de ferro e zinco, que também provocam queda de cabelo.
Quando mudei de endócrino, a pedido do meu gastro, tudo mudou. A nova endócrino me disse que os meus sintomas eram todos de hipotireoidismo. Em muitos casos, segundo ela, o TSH está dentro do limite mas, mesmo dentro do limite, não estava normal para mim, que deveria ficar próximo a 1. O exame é importante, mas não deve ser analisado isoladamente. É necessário analisar todo o quadro para fechar o diagnóstico.
Eu comecei a tomar Euthyrox 50 mcg em 13 de janeiro deste ano. Esqueci de tomar apenas um dia, numa viagem que fiz a São Paulo. Com esse novo tratamento, a queda foi diminuindo aos poucos e em menos de 1 mês tomando o remédio, já estava normal. Eu ainda fiquei atenta por um bom tempo, mas hoje percebo que está totalmente normal e já não está tão ralo o couro cabeludo na parte superior da cabeça, onde estava pior. Acho que os fios pequenos que estavam fraquinhos se fortaleceram. Minha cabeleira está muito, muito melhor. Eu continuo tomando os suplementos de ferro e zinco. No último exame que fiz, já estavam dentro do normal, mas no limite mínimo. Por orientação da minha endócrino, vou tomar esses dois suplementos por mais dois meses. As vitaminas pro cabelo (falei sobre elas aqui), continuo tomado, mas por conta própria, pois não fui mais na dermatologista. Tenho esperança que elas ajudem a nascer mais fios, pois ainda percebo um pouquinho ralo o couro cabeludo na parte de cima, mas muito pouco. Porém, do jeito que está, sem queda, já estou imensamente feliz.

Então é isso pessoal! Daqui uns dias eu posto uma foto para compararmos com aquela do post Tratamentos para controle da queda de cabelos em mulheres, que publiquei hoje. Espero estar bem cabeluda até lá😍.  Veja também o primeiro post dessa série Meus cabelos estão caindo, será que é normal?
E se você ficou com alguma dúvida ou quer contar sobre a sua experiência, deixe nos comentários. Eu vou adorar e tenho certeza que a sua experiência vai ser importante para alguém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo